domingo, 29 de agosto de 2010

Pictures of a special day!


Vendo esta foto tirada como recordação especial pela entrada na década de 50, reconheço com bom humor que, definitivamente eu me reconciliei com o meu cabelo. Quando eu era jovenzinha sonhava que ele fosse bem liso como o da irmã, mas hoje estou satisfeita com o que tenho. Ele está  comprido como comprida é a minha lista de gratidão pelo que já vivi e de esperança pelo que virá. Tenho tanta sede de viver o que Deus sonhou para mim e de corresponder ao que Ele espera que seja feito através de mim, como sua serva e amiga. Ando mais reconciliada internamente na medida que abraço o chamado ao celibato por amor ao Reino de Deus e entendo que 'sou do meu bem Amado e o meu Amado é meu', como canta o Cântico dos Cânticos, e canta minha alma no mesmo tom.
Se o Vinicius de Morais disse um dia que os desafinados também tem um coração, experimento eu a mesma coisa, da parte do Senhor Jesus, o Amado, que tira da desafinação da minha vida, por ação do Espírito Santo, uma tão linda melodia de tão perfeita harmonia que chego a me espantar e sinto a alma transbordar de amor. No meu peito desafinado também bate um coração tocado e transformado pela paciência infinita de Deus. Sendo Ele a própria música, a beleza, a bondade, como poderia ser diferente?
Esta foto é para a mamãe, meus irmãos e família, para os amigos e amigas mais queridos, para os leitores e amigos do blog. Pensava em cada um quando pedi à Cristina e à Viviane que tirassem esta foto na manhã do dia 26 de agosto, quando sentávamos à mesa para o café da manhã festivo pelo meu aniversário de 50 anos.
Que S.José continue intercedendo por mim e me ensinando os caminhos da oração, da simplicidade e da sabedoria que vem do alto. E, de quebra, me de uma blusa nova de presente porque esta que é linda já está mais que batida. Em todas as fotos bonitas dos últimos tempos estou com ela. Só rindo.

Um detalhe do cartaz que a Cristina fez onde se lia: 50 anos, bodas de ouro, parabéns, nós te amamos que em hebraico se diz:
motek shelanu!


A hora de soprar as velinhas só 5!

As meninas que estavam na festinha. Atrás o ícone da vocação Shalom e alguns cartazes feitos pelos irmãos de Haifa que falavam da alma esposa que com sua vida doada fecunda a missão. Que assim seja, pois tenho consciência que deixar morrer o grão de trigo para que ele não fique só numa verdadeira inculturação é grande milagre de Deus. Leva tempo! O meu sim de adesão mesmo sincero é  frágil e carrega em si uma carga enorme de medos e resistências... Com tempo percebo que sem a graça de Deus nada se pode fazer... Seja feita a tua vontade Senhor!  Thy will be done!
I will your Will and nothing more!


Os meninos da festa com a tia Ena! Maroun, Leandro, Victor, Thiago, Erick, Beto, Tennessee e ao meu lado, Roni e Hai. Gente boa! Meus irmãos e amigos!



Eu não disse que a festa tinha sido simples? Mas é assim a pobreza e a providência divina. Eu fiquei feliz porque internamente meu coração estava em paz, sem culpas ou medos, seguro em Deus mesmo desejando que aquele centro de evangelização tivesse outras dúzias e dúzias de pessoas que eu amo e que conheci no decorrer da vida. Mas só o pensamento de que eu teria muitas outras pessoas para convidar para o meu aniversário das cidades onde vive e passei como Rio, São Paulo, Campinas, Propriá, Indaiatuba e Fortaleza, já me deu tanta consolação que a memória e os afetos povaodos de nomes, transbordaram. Deus tem sido bom comigo. 
Na foto temos alguns salgadinhos e uns docinhos árabes que alguém trouxe,  mais a salada de macarrão com atum.

No dia 26 de agosto madre Teresa de Calcutá faria cem anos e por coincidência assisti uma entrevista dela no YouTube que uma pessoa me mandou, onde ela dizia que na pobreza encontrava sua mais perfeita liberdade e que nunca é tarde para se começar a amar a Deus.

August 28. The feast of Saint Augustine is very special for me. I don't know why but since I was a teenager and first began my personal spiritual journey parciticipating in the prayer group called 'Água Viva' in Rio de Janeiro, I always wanted to meet Saint Augustine when I arrived in Heaven. I still intend to do so, God's willing. I also tried to read his most famous book 'Confessions' but could never end it being able only to read bits and bites, here and there, the most famous quotes, but no more than this. I am convinced that books, all of them, require a proper maturity from us, not only spiritually but human maturiry - in fact there is no division between both realities - to be proper absorved and really read. We don't read only words, we read the soul, the culture, the concepts, the life, the history, the joys, criativity, uniqueness, beauty, struggles of the author. So much so that many times we read the same literary book in different phases of life and we understand and see treasures not noticed before. I am ending 'Confessions' lately and I have been reading it slowly, the last year, in sips, souvering the sweetness of a man's soul and heart, mind, intelligence and energy being conquered by Jesus Christ the Loving Lord of mankind. I look at saint Augustine and I say: I want to love the Lord the way he did, we the same intensity. If he found the Lord everyone can find, most especially the ones that keep saying they have lost their Catholic faith.

4 comentários:

angela disse...

Elena, voc\~e está com o cabelo do jeito que eu sempre gostei!!! E lind como sempre, muito risonha e com olhos brilhantes e felizes por estar bem no meio da sua missão, cumprindo-a com verdade interior!!!! Mil parabens atrasados, Angela

Amigos do Shalom Petrolina-PE disse...

Deus te abençoe Elena!!!Muita saúde e paz!!!

bjs e shalom!!!

Raiane

Fátima Simas disse...

Quanta riqueza vejo nas fotos do seu niver!!!!
Deus opera maravilhas!!!
Vc. está bem na foto.
Bjs. Fátima

Zezé e Guida disse...

Ena, que maravilha ver as fotos do seu aniversário. parece até que participamos da sua festa.
Um abraço saudoso, saude e Paz