sábado, 3 de janeiro de 2009

E a Vida Continua: Feliz 2009!

As fotos são sempre apreciadas e por isso mostro esta do dia 31 de dezembro, por volta das 22h. Antes havíamos conversado sobre a guerra antes de nos sentarmos à mesa e depois da ceia faríamos uma vigília como fazem todas as casas da Comunidade no Brasil e no mundo, dando graças pelo que vivemos e pelo que virá. Seguramente nossa maior intercessão foi para o cessar-fogo e as conversações de paz entre Israel e o Ramás que domina a Faixa de Gaza.
Esta foto foi do dia 27 de dezembro, último sábado do ano, quando tivemos uma festinha no asilo onde estiveram presentes todos os idosos, funcionários e os familiares que puderam comparecer. Quem quis fez uma homenagem e nós cantamos uma música de Natal em português. Podia ter saído melhor, mas como ninguém entendia nada mesmo, só nós percebemos os furos... Acho que escolhi esta foto pra todo mundo perceber como estava frio!

A guerra por terra começou mesmo e ontem eu tinha escrito longamente explicando como as coisas estão. Que ninguém se preocupe conosco pois estamos bem, e bem longe da área dos conflitos. Que se reze para que aconteça o cessar-fogo e a soberba de Israel e a soberba dos dirigente extremistas do Ramás, seja derrubada por Deus, Nosso Senhor.
As imagens que vemos na CNN, na BBC e também na Al Jazeera, que não se pega no Brasil e que mesmo sendo uma rede de televisão árabe, transmite estas notícias em inglês, são de cortar o coração. O Ramás foi legitimamente eleito num processo democrático e é a liderança política da Faixa de Gaza. Só que seus membros são inconsequentes e há meses vem bombardeando com foquetes e morteiros a fronteira com Israel num alcande de até 40 km. Nos últimos dias 9 Israel resolveu exercer seu direito de legítima defesa pelo ar, atingindo a sede dos guerrilheiros e da liderança do Ramás, mesmo que isso mate centenas de inocentes, e ontem à noite, sábado, às 20h entrou com tropas da Faixa de Gaza. Os dados que acabamos de ouvir na TV falam de 1 soldado israelense morto neste domingo, 4 mortos ao longo deses dias e 12 feridos. Do lado palestino são 430 mortos e mais de 2.300 feridos! É um massacre!
A população da Faixa de Gaza encontra-se abandonada pela própria liderança palestina segundo uma repórter árabe inflitrada há dias na região e falando ao vivo ontem na TV, pois a liderança política da Cisjordânia (ou West Bank, pertinho de Jerusalém), que é a outra parte da Palestina, tem como liderança o Fatah outro partido político menos radical que o Ramás. Ou seja, a Faixa de Gaza está isolada, e o pior, sem luz, com a água cortada e escassez de alimentos e remédios. Na Al Jazeera hoje, domingo à tarde, vimos o apelo desesperado do diretor do único grande hospital de Gaza, pedindo intercessão das autoridades internacionais para que haja um cessar-fogo pois todo tipo de gente e não somente líderes do Ramás tem sido atingida, e que em 48h o diesel que mantém os geradores do hospital funcionando vai acabar, que se não for tomada alguma medida urgente, muito mais gente vai morrer...
Israel por outro lado repete sem cessar que 'não quer a guerra' mas que não tinha mais saída a não ser reagir... se o mundo está chocado com a morte de crianças, jovens e inocentes, que pergunte ao Ramás porque faz das residências e das escolas esconderijo de foguetes e de morteiros. Problema deles! Israel vai atacar todos os focos de onde partem os ataques palestinos, se atingir a população, isso faz parte da guerra... a gente fica com ódio de Israel e também do Ramás... na verdade é uma população acuada e mal informada que paga as consequências dos atos insanos de quem tem poder. O conflito por terra pode se alongar, segundo palavras do ministro de Defesa de Israel conforme ouvimos na TV local, mas pelo menos por enquanto não se acredita que as nações inimigas como a Síria ou o Líbano, que fazem fronteira com Israel, farão guerra com o país porque há forte pressão internacional para se evitar o desatino de 2006, e há soldados das Nações Unidas tomando conta destas fronteiras.
As últimas notícias falam de manifestações de palestinos internamente em Israel a fim de se unirem na luta para proteger a população da Faixa de Gaza e conseguirem um cessar fogo. No sábado um político da Cisjordânia, sendo entrevistado ao vivo pela CNN, falava duramente contra o excesso de força de Israel, da covardia do ataque aéreo e agora também por terra. Quando a repórter porém o questionou a respeito da presença das lideranças palestinas para apoiarem a população de Gaza (ele falava de Ramalah, na Cisjordânia), a criatura ficou tão irritada que bateu o telefone na cara da repórter...
Pra nós brasileiros isso tudo é muito estranho culturalmente. Parece que estamos assistindo a um filme. Nós não sabemos o que é guerra, guerra desse tipo. Essa cultura belicosa árabe-semita é desconcertante...e de pensar que Jesus, o Filho de Deus, Nosso Senhor como homem era judeu e conhecia de perto as entranhas de seu povo... Isso prova mais uma vez que podemos ter esperança pois o Espírito Santo transformou desde Pentecostes e em todos os pentecostes da História, gerações e gerações de judeus e gentios, de árabes, persas, gregos, bizantinos, gente de todas as raças e de todas as culturas. Nosso chamado é interceder e suplicar o derramento do Espírito Santo sobre os líderes, sobre as pessoas constituídas em autoridade, sobre os loucos dos dois lados, cegos de ódio, soberba e vingança. E pedi-Lo também como consolador e fortaleza para quem sofre, perde, morre e se encontra desesperado por se sentir como rato e coisa, peste a ser dizimada.
Rezemos pelos cristãos que vivem da Faixa de Gaza e que têm dado sua vida nesta Terra Santa como grão de trigo ofertado para que o Senhor possa operar o milagre da Paz. Rezemos uns pelos outros. Nós da Comunidade Shalom estamos bem, estamos em paz, mesmo que um pouco ansiosos. Procuramos viver a rotina de cada dia como sempre, assim como faz todo o resto da população de Israel. Esta é a estratégia mais saudável e a mais coerente com a nossa fé. Creio que como missionários, nos sentindo bastante impotentes, a oferta humilde de nossa vida e de nossa oração de louvor, de sacrifício de louvor, pode ser agradável ao Senhor.
Que assim seja.

3 comentários:

Rocaia disse...

Miga, você sempre me ensinando...fico ansiosa tb com toda esta terrível situação. Estou rezando por vocês. Ficamos todos muito preocupados. Obrigada pea doação de cada um. AMO-TE! Bjs da sua Roquinha

Angela disse...

Querida, Elena, como está a situação de vocês por aí? Mande notícias. Estamos pedindo a Deus em oração por vocês e por este local tão sofrido. Um abraço amigo.
Angela

Anônimo disse...

Amiga Elena,

Estamos rezando muito por você, todos os missionários e toda esta situação tão penosa. Aqui também a TV mostra os horrores da guerra. Que o Senhor tenha misericórdia!
carinhoso abraço
Mercedes